Gruve - Grupo de Estudos de Veiculos Eletricos

Grupo de Estudos de Veículos Elétricos - GRUVE

 

Temas e desenvolvimento - Programas de Trabalho

 

Introdução

         Nos dias de hoje estima-se que os veículos convencionais, que funcionam a partir da queima de combustíveis fósseis, são responsáveis por cerca de 80% das emissões de substâncias nocivas à saúde para atmosfera nos grandes centros urbanos. Além disto, tais veículos contribuem, para a poluição sonora, com graves conseqüências para a qualidade de vida e os desequilíbrios relacionados com o efeito estufa. No Brasil cerca de 30% de toda energia consumida é direcionada para o setor de transporte que emprega 49% do petróleo utilizado.
         Neste panorama os veículos elétricos, nas diversas modalidades de propulsão, seja híbrida, na qual se destaca o emprego de células a combustível, seja a bateria, presente em diversos utilitários, apresentam-se como opções na busca da reversão do processo de contaminação do ar, cuja tendência é crescente e ainda possibilita o emprego de fontes de energia primária renovável. Vale notar que a tecnologia veicular elétrica abrange, também, o promissor conceito de hipercarro, que, numa perspectiva futura, servirá como meio de transporte e como fonte complementar de energia distribuída.
         De fato, as características privilegiadas da matriz energética brasileira favorecem a opção pelos veículos elétricos que por sua vez está em sintonia com o desenvolvimento sustentável. Este aspecto possui amplo respaldo em recente tese de doutorado[1] que quantifica, através de uma metodologia pioneira, os benefícios da utilização de veículos elétricos nos centros urbanos brasileiros.
         Percebendo estas mudanças em curso, verificou-se a necessidade de se tomar iniciativas e reunir esforços conjuntos tendo em vista a importância que vem sendo ocupada pela tecnologia automotiva elétrica. Neste sentido, foi idealizado pelo Prof. Luiz Artur Pecorelli Peres da Faculdade de Engenharia da UERJ o GRUVE – GRUPO DE ESTUDOS DE VEÍCULOS ELÉTRICOS. Trata-se de uma agremiação acadêmica que tem como objetivo desenvolver pesquisas e promover eventos culturais visando a difusão e o estímulo ao uso dos veículos elétricos. O GRUVE estuda o veículo elétrico do ponto de vista dos seus aspectos tecnológicos como meio de locomoção, das suas implicações na cadeia energética e também da sua inserção no setor de transportes para o qual se antevê amplos benefícios ambientais.
         As atividades do GRUVE tiveram início em 20 de setembro de 2001 com o objetivo de constituir uma agremiação de filiação voluntária no âmbito da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – UERJ e de tal forma a congregar estudantes e professores com interesse pela promoção e utilização mais intensa dos veículos elétricos.
         Um dos níveis de participação neste grupo é o de estudante desenvolvedor, no qual este se insere em um determinado subgrupo e assume o compromisso de elaborar um trabalho específico, em conjunto, de acordo com um programa pré definido. Cada subgrupo, em geral, é formado no máximo por três alunos.
         Neste contexto foram estabelecidos temas de trabalhos acadêmicos, cuja lista é apresentada a seguir:

- Sistemas de Propulsão Veicular

- Componentes de Veículos Elétricos

- Sistemas de Energia para Reabastecimento de Veículos Elétricos

- Redes Inteligentes de Energia.

- Matriz Energética de Transportes


Objetivos

         Os trabalhos terão como objetivo primordial a familiarização, o estudo, a descrição e a análise dos assuntos relacionados com cada tema. Caberá a construção, tanto quanto possível, de modelos analíticos de funcionamento dos processos envolvidos e a sua correspondente simulação computacional.

 

Metodologia

         A metodologia inicial a ser utilizada nestes trabalhos será de caráter exploratório. Constará de uma ampla pesquisa bibliográfica sobre o tema selecionado bem como o levantamento do estado da arte correspondente. Em seguida, o prosseguimento do trabalho se dará de forma analítica. Nesta fase as equações que regem os processo envolvidos destes dispositivos serão desenvolvidos para obtenção de uma modelagem computacional para a realização de simulação com os sistemas envolvidos.

 

 

Atualizado em 26/06/2014